Você está aqui: Página Inicial > CAMPUS > HUMAITÁ > NOTÍCIAS > Projeto sobre consciência negra e indígena ganha recursos da FAPEAM

Notícias

Projeto sobre consciência negra e indígena ganha recursos da FAPEAM

Promovido pelo Núcleo de Estudos Afro-brasileiros e Indígenas, o evento ocorrerá em Humaitá de 26 a 28 de novembro
publicado: 29/05/2018 09h08 última modificação: 06/06/2018 16h13

  O Instituto Federal do Amazonas (IFAM) tem como base norteadora de suas ações pedagógicas a valorização da educação pública de qualidade, priorizando a formação profissional e crítica dos seus alunos, em consonância com a legislação educacional vigente, Lei de Diretrizes e Bases (LDB 9394/96) e suas alterações, Lei 10.639/03 e a Lei 11.645/08, que visam fomentar uma prática educacional baseada no respeito, valorização da diversidade e da pluralidade cultural.

A instituição tem fomentado projetos de ensino, pesquisa e extensão, bem como a realização de eventos que tratem dessa temática com ênfase para as demandas locais e regionais. Desta forma, no ano de 2017 foi realizada a “I Semana da Consciência Negra: Toda forma de Consciência”, esse evento contou com ampla participação de servidores, funcionários e estudantes do IFAM, UFAM e UEA e, especialmente, membros da comunidade local e dos movimentos sociais.

   Visando dar prosseguimento a esses debates vimos propor a II Semana da Consciência Negra: Conflitos Sociais e Territorialidades na Amazônia, a ser realizada na cidade de Humaitá entre os dias 26 e 28 de novembro de 2018 pelo Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Amazonas, Universidade Federal do Amazonas, Organização dos Povos Indígenas do Alto Madeira, Secretária Municipal para os Povos Indígenas, Universidade Federal de Rondônia em parceria com outras instituições do estado e região.

   O evento tem o intuito de proporcionar momentos de estudo, reflexão, discussão e produção de conhecimentos sobre a cultura afro-brasileira e indígena junto aos estudantes do IFAM, escolas estaduais e municipais de Humaitá, da Universidade Federal do Amazonas – UFAM, da Universidade Estadual do Amazonas – UEA, da Universidade Federal de Rondônia - UNIR, bem como da comunidade em geral, por meio de Oficinas, Minicursos, Palestras e apresentação de trabalhos.  

   O projeto para a realização do evento foi contemplado pelo edital 005/2017 – PAREV da Fundação de Amparo à Pesquisa do Amazonas – FAPEAM, submetido pelos professores Tarcísio Luiz Leão Souza – IFAM, em parceria com o professor Leonardo Dourado de Azevedo Neto –  UFAM. Compõe a equipe os servidores do IFAM: Inaê Nogueira Level, Juliana Valentini, Franciana Bonadeu da Silva, Claudina Azevedo Maximiano, José Alberto do Nascimento Pinho, Denise Cidade Cavalcanti, Nelisa de Souza Parente, João Bosco Ferreira de Souza Junior, Carlos Eduardo Parente de Souza, Rádeo Sousa Silva, Jeferson Aparecido Lima de Oliveira, Cristiangrey Quinderé Gomes, Aurelio Diaz Herraiz, , Edilson Martins Melgueiro.

 

UFAM:  Eulina Maria Leite Nogueira, Márdila Alves Bueno, Maria Isabel Alonso Alves, Zilda Gláucia Elias Franco de Souza, Adriana Francisca de Medeiros

UNLP - Universidade Nacional de La Plata: Brena Caroline Barros de Souza Miranda,

FUNAI: Angélisson Tenharin.

UNIR: Silvana Zuse, Luiz Henrique Jacob de Oliveira

SEDUC/AM: Roselinda Batista Rodrigues, Fábio Adriano Ortiz.

   Destaca-se a importância da continuidade desse evento para atender as demandas locais, visto que o IFAM/Humaitá está inserido em uma região de conflitos (culturais, socioambientais e territoriais) e o conhecimento é uma das formas de reflexão e mudança social. E que está ação está inserida nas atividades do NEABI (Núcleo de Estudos Afro-brasileiros e Indígenas) do Campus Humaitá.