Você está aqui: Página Inicial > INSTITUIÇÃO > Assessoria Internacional > Centro de Idiomas

Centro de Idiomas

O Centro de Idiomas do IFAM – CI-IFAM foi criado através da Resolução nº 47, de 26 de dezembro de 2013, como órgão de apoio ao Ensino, à Pesquisa e à Extensão, e tem por finalidade consolidar e democratizar o ensino de idiomas no IFAM, promovendo a oferta de cursos de Línguas Estrangeiras, Português para Estrangeiros, Libras e Línguas Indígenas, na modalidade de Formação Inicial e Continuada (FIC), presenciais ou a distância, aos alunos, servidores e comunidade externa.

O CI-IFAM possui regimento próprio aprovado pelo CONSUP onde constam as normas referentes a sua organização, funcionamento, competências e organização didático-pedagógica. A institucionalização do Centro no campus ocorrerá através de Portaria do Diretor Geral.

Em nível sistêmico, o CI-IFAM encontra-se sob a coordenação da Pró-Reitoria de Extensão (PROEX). No âmbito do campus, entretanto, este projeto deverá ficar vinculado à Diretoria/Departamento de Extensão ou setor equivalente.

Para o seu efetivo funcionamento, o Centro deverá contar com estrutura mínima de pessoal e infraestrutura, conforme descrita a seguir. a) Pessoal: Coordenador, Secretário e Colegiado de Professores; b) Infraestrutura: uma sala da coordenação, sala(s) ambiente(s), laboratório, serviços da tecnologia da informação

Em 2015, o CI-IFAM foi implantado do Campus Manaus Centro, Campus Manaus Distrito Industrial, Campus Manaus Zona Leste, Campus São Gabriel da Cachoeira e Campus Presidente Figueiredo.

O CI-IFAM possui os seguintes objetivos:

i) Capacitar servidores, discentes e comunidade externa em uma ou mais línguas adicionais, visando à mobilidade acadêmica e a cooperação internacional;

ii) Ofertar cursos de Língua Portuguesa e Cultura Brasileira para Estrangeiros, Indígenas e pessoas Surdas;

iii) Ofertar cursos de Libras e Línguas Indígenas;

iv) Desenvolver pesquisas aplicadas ao ensino-aprendizagem de idiomas;

v) Aplicar testes de proficiência para alunos, pesquisadores, professores, técnico-administrativos interessados em participar de programas de mobilidade acadêmica;

vi) Capacitar professores para serem aplicadores de testes de proficiência em Língua Estrangeira;

vii) Capacitar professores para ministrarem cursos preparatórios para os testes de proficiência;

viii) Promover seminários e cursos de capacitação de professores na área de ensino aprendizagem de línguas estrangeiras;

ix)   Oferecer serviços de tradução e interpretação de idiomas;

x)    Promover encontros interculturais de âmbito nacional e internacional;

xi)   Realizar pesquisas científicas voltadas para o ensino de idiomas.